Paula Parreira

repórter + esportes + música + Itumbiara + jornal + Goiânia + futebol + mostarda + dorminhoca + tênis + blog + Guilherme + família + óculos + café + fotos + Pateta + O Popular + marshmallow + amigos

quarta-feira, 28 de dezembro de 2005

Presente de todo mundo pra mim
Presente meu pra todo mundo
Pegar o Lucas Filho
Mil comidas
Jantar com pai e mãe
Almoço na vó
Falar com Od no fim de semana
Saber que ele chega no sábado
Encontrar Jô, Carlinha, Nadja, Ana Paula, Mariana e conhecer Rafinha
Dormir à tarde dois dias
Ouvir o cd novo dos Stones
Comprar mil coisas

***

Toda retrospectiva tem uma ou outra injustiça. A minha foi enorme. Só reparando, neste ano também conheci o Julinho Calmon, um cara que escreve bem pra caralho, gosta de samba (claaaaro!), foi no show dos Strokes em Santiago, dorme no deslocamento (eu só fui solidária) e é um craque de bola. Prometo corrigir as outras injustiças que encontrar, ou for alertada, na retrô do meu blog. Beijo pro Julious!

sexta-feira, 23 de dezembro de 2005

Tá no site dos Strokes que faltam 16 dias, 3 horas, 31 minutos e 49 segundos para o disco novo (o terceiro) ser lançado aqui no Brasil. Daí tem a contagem regressiva da parada, portanto, agora já faltam 16 dias, 3 horas, 31 minutos e 20 segundos. Legal demais! Mas o mais legal mesmo é que peguei o cd ontem, que o Luiz gravou pra mim, e vou passar o resto do ano ouvindo. "Juicebox" é eletrizante e "You only live once" é linda. É que já conhecia essas duas do show em outubro. Tem de tudo: músicas parecidas com as de Is this it, músicas parecidas com as de Room on fire e outras parecidas com nada.

***

E Feliz Natal pra todo mundo! Meu Natal vai ser em Itumbiara. Quem quiser, pode me achar lá...

***

"Why won´t you come over here
We´ve got a city to love"

quarta-feira, 21 de dezembro de 2005

Já imaginou operar o pé do Yao Ming? O grandalhão chinês teve uma lesão no pé e vai operar. Eu que não queria operar aquele pezão...

Na continuação da retrospectiva, os micos do ano: bolo, capotar no Rali dos Sertões, quebrar o nariz jogando basquete e ir no show do Babado Novo. Teve mais um monte, mas eu não lembro agora.

terça-feira, 20 de dezembro de 2005

Retrospectiva

Maria Cristina outro dia escreveu sobre metas. Eu faço listinha de objetivos para o ano próximo em todo mês de dezembro. Escrevi o seguinte no ano passado:

* Cobrir o Sertões de novo, mas de maneira bem mais bacana. Resultado: acompanhei a prova por dez dias e comi poeira em quatro estados brasileiros. Foi a melhor aventura do ano, de vida e jornalística. Quero voltar no próximo ano. Já vai ser uma meta.

* Tirar carta de motorista até abril. Resultado: consegui passar no comecinho de maio, mas havia uma tolerância de alguns dias, né? ;)

* Fazer arquivo das principais competições do ano. Resultado: fiz da Série B, porque cobria o Vila, o que me rendeu um monte de pautas legais.

* Aproveitar minhas primeiras férias com algo bacana, como uma viagem, um show, uma atividade qualquer. Resultado: passei o mês inteiro em Itumbiara, mas foi legal pra caramba.

* Juntar dinheiro para viajar e, depois, continuar juntando. Resultado: passei o ano todo no vermelho e vou renovar essa meta pro ano que vem.

* Fazer alguma coisa no Carnaval ou na Semana Santa. Resultado: nem lembro mais em qual feriado foi minha folga, mas eu só fui pra Itumbiara mesmo.

* Ler os livros para 2005. Resultado: li Rally dos Sertões, Tiago Toricelli; Jornalismo Cultural, Daniel Piza; Arquivos da F1, Lemyr Martins; não li Tem mais samba, Tárik de Souza; Mar sem fim, Amyr Klink; biografia do Mirò; Futebol ao sol e à sombra, Eduardo Bueno; e Anjo Pornográfico, Ruy Castro. Mas li outros que não estavam na lista: Alta Fidelidade, Harry Potter e o Cálice de Fogo, Grãos de Areia, O que é ser jornalista e mais uns três que não lembro.

***

Como eu não sou muito de cinema, vou escolher só os melhores discos e as melhores músicas do ano... O melhor disco do ano seria, certamente, o dos Strokes (First Impressions of Earth) porque todo mundo já ouviu. Mas o negócio vai ser lançado oficialmente só em janeiro. Portanto, já posso até prever qual será o melhor disco do ano que vem. Não tenham dúvidas. Adorei: Paul McCartney, Oasis, Modest Mouse, Arcade Fire (que é de 2004 mas todo mundo só ouviu neste ano mesmo), Kaiser Chiefs, Bloc Party e Franz Ferdinand. Gostei: Raveonettes. Não gostei: Coldplay e White Stripes.

As melhores músicas... deixa ver... Juicebox (Strokes), Fake tales from San Francisco (Arctic Monkeys), Fine Line (Paul McCartney), The View (Modest Mouse), You can have it all (Kaiser Chiefs), Banquet (Bloc Party), Look what you´ve done (Jet) - é mesmo deste ano? -, Walk Away (Franz Ferdinand), The importance of being idle (Oasis), Love is a deserter (The Kills) e outras que eu não lembro.

sábado, 17 de dezembro de 2005

Tenho problema de memória. E nem sei porque insisto em fazer retrospectiva, se eu não vou lembrar nunca do que aconteceu no primeiro semestre. Mas não tem problema. O segundo semestre foi bem melhor que o primeiro mesmo... Mas olhem o que aconteceu pra mim neste 2005:

* Tirei carta e ganhei um carro

* Show dos Strokes

* Odersides

* Show do Placebo

* Rally dos Sertões

* Sub-editoria de Esportes

* Hugo veio pra Goiânia

* Emílio foi pra Brasília e Claudinha pros Estados Unidos

* Eu fiquei no mesmo lugar

* Carlinha e Cinthinha passaram no vestibular

* Fiz amigos novos (Thiago, Heloísa, Rodrigo, Luisa, Thiago Rocha, Carol, Marcelinha, etc)

Obs: Em breve, outra parte da retrospectiva...

quarta-feira, 14 de dezembro de 2005

As suas palavras da última quinta-feira ainda se reproduzema na minha cabeça. E acho que o sentimento de incredulidade daquele início de tarde ainda me acompanha. Tudo o que senti de lá pra cá não foi fácil. Um mix de tristeza, euforia, orgulho, ansiedade, insegurança... É que me acostumei a ter você em pouco tempo. E não quero "desacostumar". E não vou. Eu te espero voltar e você me espera chegar.

***

Alguém ainda acreditava que eu voltaria a escrever alguma coisa por aqui? Não tive vontade de fazer nada nos últimos dias. Ainda não tenho muita, mas tenho que sacudir a poeira. Aconteceu tanta coisa. Festinha de amigo secreto do DM, despedida, responsabilidades e o pai por aqui. Nos próximos dias, reunião de outro amigo secreto, fim de semana de trabalho (o últimos antes do Natal) sozinha na editoria e Lidinha viajando e voltando com novidade.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2005

John Lennon morreu há 25 anos? Meu pai vem pra cá amanhã? Timemania aprovada na Câmara? André Leone volta para o Cruzeiro? A família do meu tio também vem pra Goiânia? O Juninho vai fazer vestibular? O Emílio vai estar aqui? A festa de amigo secreto está chegando? Flávio Gomes fez um blig? Não. A notícia de hoje é outra. E não é boa. E é também.

terça-feira, 6 de dezembro de 2005

Tava falando isso daqui pro Rodrigo agorinha...

Falta de tempo e vida bagunçada. Hoje descobri que tá tudo um caos. Sabe quando você vai levando, mas chega uma hora que não dá mais. Chegou! Minhas roupas estão sujas. Não tenho tempo de pôr pra lavar. E quando eu tiver, não vou ter tempo de pôr no varal... Daí eu vou pôr e elas vão tomar chuva, porque não vou estar em casa na hora de tirar. Não tenho tempo de escrever as cartinhas de amigo secreto. Nem de ler o quinto livro do Harry Potter (sendo que já estou pensando em quando é que vou ler o sexto). Tenho que comprar o presente do meu amigo secreto, mas não tenho a mínima idéia do que dar. A Mariana me emprestou dois cds, o Leijoto me emprestou um e eu comprei outros dois. Mas ainda não deu para ouvir nenhum... Alguém aí podia me ajudar, né?

domingo, 4 de dezembro de 2005

E terminou o campeonato mais louco do mundo. Tava pensando num monte de coisa pra escrever aqui do Brasileirão, mas tô com preguiça agora. É que umas coisas me desanimaram. Sentimento de que vou ter muitos problemas pela frente. Mas o Goiás ganhou, o Corinthians foi campeão, só que o Inter também comemorou e tudo vai ficar pra semana que vem. Como disse mais cedo: termina, mas não acaba. E o Arouca fez o gol mais bonito, mas o Flu não classificou. O pai deve ter passado raiva. E o Tevez é o queridinho do Brasil, mas foi o Romário o artilheiro. E ainda dedicou a artilharia pro Eurico. Fala sério! Agora chega!

Além de jogo decisivo e seis páginas todos os dias (oito hoje), o fim de semana foi de Goiânia Noise. Só fui dois dias e ainda assim não vi todos os shows. Na sexta, cheguei mais tarde e fui embora mais cedo. Não vi Wry, mas vi Forgotten Boys. Gostei, mas com o cd em mãos, parece que a banda é melhor ao vivo do que no disco. Detestei Tomada e Trissônicos. Ludovic é banda de adolescente. Violins, apesar de não gostar muito das músicas, tem o show super intenso. E eu gosto disso. Zumbi do Mato faz uma música que não dá pra dançar. Frank Jorge foi legal e deu pra animar. E Zumbis do Espaço tem um cara igual ao Chico Science no vocal. Só disso que eu lembro.