Paula Parreira

repórter + esportes + música + Itumbiara + jornal + Goiânia + futebol + mostarda + dorminhoca + tênis + blog + Guilherme + família + óculos + café + fotos + Pateta + O Popular + marshmallow + amigos

terça-feira, 31 de janeiro de 2006

"I don´t want what you want, I don´t feel what you feel". Homenagem ao disco dos Strokes, que eu comprei, apesar de já ter um pirata. Mas eu tinha que ter o encarte e o disco todo bonitinho. E é bonitinho mesmo. E parece que eu fiquei sozinha de repente. E hoje eu liguei na livraria antes pra saber se tinha o que eu queria. Eu, que nunca faço isso e sempre quero uma desculpa para ir ao shopping procurar alguma coisa. E daí queria comprar um presente, mas não sabia se a pessoa ia querer. Agora perguntei e ela ainda não tem o tal livro. Vou voltar e comprar e aí tenho uma desculpa para ir ao shopping. Tenho uma matéria e um artigo pra escrever. Não sei se vou. Mas já marquei a entrevista. E vou pedir uma página bacana. E a mãe vai mandar um outro aparelho de celular pra mim.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2006

Tudo bem que tive um monte de perrengues nos últimos dias. Mas ainda bem que o final de semana de folga chegou. Antecipado. É que agora as folgas são sexta e sábado. Editoria de Esportes tem dessas coisas. E espero um "fim de semana" do lado do neném, com muita piscina, churrasco, beijo na boca, diversão e soninho à tarde. Mamãe chega. Avô vai ficar bom. Já era hora de algumas notícias boas, não?

terça-feira, 24 de janeiro de 2006

Olhar para o próprio umbigo ninguém quer né? E ver que a gente, às vezes, está certo também não. Qual é mesmo aquela mania de achar que o gramado do vizinho sempre é mais verde? E após quase dois meses, não entender como funciona o esquema é dose. Eu sei que não estou tão acostumada, mas não precisa me ignorar também. Dá raiva, vontade de sumir, de xingar, de sair e bater a porta. E eu quase perdi o sono pensando numa pauta.

sábado, 21 de janeiro de 2006

Ir ao mercado, sozinha, à noite, depois que saio do jornal, sempre me deixou deprimida. Numa sexta-feira às 23h30 então... Desta vez, na sessão de cds, decidi que o caminho de volta pra casa seria mais animado. Comprei uma coletânea do New Order e voltei ouvindo Bizarre Love Triangle. Deu até uma sensação boa. Mas ainda queria que você estivesse ali, sentado do meu lado, passando a mão no meu cabelo.

***

"We need a holidaaaaay"

sexta-feira, 20 de janeiro de 2006

Não sei separar questões pessoais das profissionais. Ainda mais quando envolve gente que eu gosto. Meg White vai virar modelo. Por isso, voltei a chamar a Marô de Meg. E alguém pode me responder porque é que as bandas legais resolveram tocar no Brasil nos dias da semana. U2 na segunda e na terça. Oasis na quarta. Ei, não dá mais pra ter show nos fins de semana não? Pelo menos assim eu poderia sonhar pelo menos um pouquinho, fazendo as contas e vendo que algum show cairia num dia de folga meu. Mas esqueci que as folgas aqui tão complicadas. Até abril vou ser só lamentações. E quem quiser que me agüente...

***

"All that I do, is wait for you" - É que até os Strokes cantam pra gente


***

E o Fla não consegue levar nem o Wando, vai conseguir ter o Luís Fabiano? Rá... Tinha esquecido o quanto paçoquinha era bom. Comi uma agora. E porque os jogadores voltam para o Brasil dizendo que querem ser vistos pelo Parreira, ficar mais perto da seleção, se o Parreira vem e diz que "a tendência é que a seleção seja convocada toda lá fora"? Eita! Até o Araújo falou que quer uma vaga pra Alemanha. Querem enganar quem?

quinta-feira, 19 de janeiro de 2006

Pensem nesta linha de frente? Ronaldinho Gaúcho, Kaká, Cristiano Ronaldo, Adriano e Totti. Imaginaram? Um fenômeno não? Agora pensem nesta escalação de ataque jogando no Palmeiras... Conseguiram? Não né? É que este é o time do Palmeiras do Luiz na Master League, do Winning Eleven (acho que é esse o nome do jogo e do campeonato). Eu não entendo nada de video-game, mas me diverti ontem com as histórias dos joguinhos. Daí tem o Tião descrevendo todos os gols que ele já marcou, as vitórias apertadas... O Luiz dizendo que tá disputando um Campeonato Espanhol super difícil. Ele é o Barcelona e está colado no líder Atlético de Madri. E ainda tem o namorado que também adora video-game. Claro que já joguei isso, mas só lembro dos joguinhos de fases do Super Mario Bros., do Ligeirinho, do macaquinho, do Mario Kart... E tem o Pac-Man e o tal River Raid, coisas lendárias... Bem, agora, além de acompanhar Goianão, Paulistão, Brasileirão e afins, tenho que saber os resultados do Winning Eleven. Quando o Luiz ganhar ou for vice, posso até dar uma nota no jornal. Esse campeonato tá muito famoso.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2006

Já é dia 18 e ainda tem gente escrevendo coluna com retrospectiva, dizendo que "o ano chega com shows espetaculares pelo Brasil". O ano já chegou tem muito tempo e eu já tô com vontade de que chegue ao fim também. Mas até lá pretendo ter muitos fins de semana como o passado. Beijo, abraço, carinho, dormir junto, acordar junto, balada, gente nova, piscina, solzinho, água de côco e felicidade. Só foi ruim ter passado tão rápido. É que todo o tempo ao seu lado é pouco, amor...

E aí tenho dois dias de trabalho pesado na volta. E uma notícia péssima, que acabou com todos os resquícios de alegria pelo fim de semana. É que tudo parece acontecer pra dificultar mais ainda as coisas. Já não tá tão difícil? Parece que eu tô sendo testada o tempo todo. Vai lá... Vamos ver se a Paula agüenta. Aí, ela passou por essa. Vamos ver se ela supera mais uma. Daí que eu fico com medo de tudo ficar cada vez mais difícil e chegar a ficar impossível. Eu sei que a gente resolve junto e faz tudo ficar bem, mas podia surgir alguma coisa boa né? Só pra variar...

Fiquei um tempo sem aparecer por aqui. E acho que vou ficar mais um pouco. Não tenho nada pra dizer, nem escrever, nem nada...

quinta-feira, 12 de janeiro de 2006

Um dia legal de trabalho. Tenho viagem marcada. É muito sofrimento passar mais um ano dependendo do Obina no ataque. Quero um ipod. Ouvi Jet, mas a música de hoje vai ser Strokes.

"For me tomorrow is my first day
So please don't turn me in the wrong way"

A ótima Electricityscape...

E não vou escrever aqui de novo antes de segunda-feira. Mas na segunda eu volto. Triste, mas volto.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2006

Começar a semana com a ressaca de uma super goleada em cima do Goiás na estréia do Goianão é bom demais. Nem vou começar o post com as gracinhas de "1, 2, 3...", porque já tá batido. Mas que foi legal, foi. E o Itumbs ainda venceu o clássico do Sul. Melhor ainda. Além disso, a semana já começa com contagem regressiva pra sexta-feira. E com algumas dores de cabeça. A solução pra isso, o meu analgésico, só vou conseguir encontrar no sábado. E o cd novo dos Rolling Stones é bom demais.

sábado, 7 de janeiro de 2006

O nome da festa era "Tô nos 30". Eu tenho só 23, mas encarei. Claro que eu e Pri encararíamos. Afinal, somos piolhas de festas dos anos 80. Tempinho na fila e uma galera passando na frente. Começo com irritação né? Música nacional quando entramos. Foi só pegar uma cerveja e começou New Order, com "Bizarre Love Triangle". Esqueci toda a irritação... Depois teve uma música que não sei o nome, nem o cantor, mas é assim: "I justa wanna use your love, tonight/I don´t wanna lose your love, tonight". Fui pedir Madonna, com "Like a prayer". "Should I stay or should I go" nem precisou pedir, que tocou logo depois.

***

Bem, notícias minhas né? Vamos lá... Morro de saudades de você. Só isso.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2006

Ah, tem o Ano Novo né. Sabe o que mudou? Eu troquei de agenda. Nem fiz a tradicional listinha de metas. Mas ainda vou fazer. Uma delas é passar tantos outros réveillons como o de agora. Do lado de quem eu gosto. Feliz 2006 pra todo mundo, né?

Muitos analgésicos, horas no jornal, estresses, mão na cabeça, olho no computador, solicitação de fotos e revisão, vontade de chorar e cansaço depois, acho que vai dar tudo certo. Só não vai sair do jeito que eu queria, porque acho que assim fica parecendo que fui eu quem não conseguiu. Mas não vou sofrer. Porque ninguém vai sofrer por mim...

***

Sabe quando você passa pelo transporte para sair do jornal, dá a volta até o outro lado e só lá lembra que o seu carro está no transporte? Sabe quando seu lanche chega às 16 horas e você só come às 21? Sabe quando você esquece mil coisas? Teste de fogo viu...