Paula Parreira

repórter + esportes + música + Itumbiara + jornal + Goiânia + futebol + mostarda + dorminhoca + tênis + blog + Guilherme + família + óculos + café + fotos + Pateta + O Popular + marshmallow + amigos

quarta-feira, 20 de junho de 2007

Em outros tempos, já teria dito há muito o que penso sobre Hamilton. É claro que acho o garoto um fenômeno. Ainda aposto em Alonso para campeão mundial, mas o moleque é fora de série. Nos Estados Unidos, foi ótimo. Bateu seu próprio tempo na classificação e segurou o bicampeão atrás na corrida. Não acho que é fogo de palha. A chegada desse Hamilton à Fórmula 1 parece ser a coisa mais calculada que a McLaren fez nos últimos tempos. Ele foi preparado para isso. Acho que ele seria muito bom mesmo se não tivesse feito parte do programa de pilotos jovens da escuderia. Mas a equipe investe no garoto há muitos anos, desde a base. E agora vai colher os frutos, o que não acontece com clubes de futebol que formam o jogador - eles têm uma parcela em transferências, mas às vezes não é compensatório.

***

Tenho um cd novo, uma temporada nova e uma motivação nova. Mas ainda assim não consigo deixar de acordar meio-dia.

***

E aí? Vamos ao Tim? Valeu, Tijolo, pelo link da notícia.

***

O Rodrigo já tinha me falado que fazia isso e sempre tive vontade de ver como é que era. Aí hoje eu fui lá no Vaca Brava. Fiquei lendo um livrinho num tempo livre que tive entre o almoço e minha entrada no jornal. É que eu sempre almoço por aqui mesmo e tenho de passar o tempo depois. E é muito legal. Já vou reservar uma canga ou uma toalha no carro. É que o banquinho dá dor nas costas. Acho que vai ser melhor sentar na grama.

quarta-feira, 13 de junho de 2007



Os chiques e as lindas na festa Prom lá na Ziggy!

terça-feira, 12 de junho de 2007

Dia dos Namorados? É hoje?

Tô brincando. Eu já sabia. Tô pensando nisso desde a semana passada. Nunca me importei com o Dia dos Namorados. Mas hoje tá foda. Não estou mal-humorada. Ainda.

Mas como eu sou legal, vou fazer uma homenagem aos casais fofos que eu conheço e aos que eu não conheço também. É uma música do Wilson Simoninha, que eu tenho em casa e já havia me esquecido. Sim, eu já gostei de Wilson Simoninha. É que outro dia tava olhando um jornal antigo em casa, numa vez que virei matéria de jornal com um programa na Rádio Universitária, e lá tá escrito que eu gosto de música eletrônica e de black music (!!!!). Tem base? Bem, fases né? Todo mundo tem as suas.

"Quando será que eu vou encontrar
Paz pro meu coração
Se eu não enlouquecer de amor, eu vou ver minha vida acabar

E pensar em você é alívio
Arrasa a solidão
E logo torna-se um precipício, pesadelo, que vaga pelo ar

As coisas que eu penso e que ninguém quer entender
As coisas que eu faço e que ninguém deseja ver
É por essas e por outras que eu preciso de você
Só você sabe como e porque

Queria chegar e te abraçar
E pelo coração te amarrar
Em vez de te ligar, eu iria te beijar e todos os meus sonhos iriam acordar"

***

Palhaçada a CBF. É por isso que o povo fica pedindo licença. Se eu fosse jogador de bola, não ia querer mesmo jogar nessa seleção do Dunga na Copa América, não. Que intransigência! Porque não deixa o Robinho ir lá, jogar o Espanhol, que tá na última rodada, e só depois se apresentar. O time só viaja no dia 20 mesmo e esses treinos não servem pra nada. O que é que adiantou a seleção ficar "treinando" no meio daquele oba-oba todo em Weggis antes da Copa? Nada. Então deixa o moleque jogar no Real domingo, uai!