Paula Parreira

repórter + esportes + música + Itumbiara + jornal + Goiânia + futebol + mostarda + dorminhoca + tênis + blog + Guilherme + família + óculos + café + fotos + Pateta + O Popular + marshmallow + amigos

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Juro que queria escrever mais aqui. Ou escrever aqui, já que agora nem pouco eu escrevo. Eu até começo a esboçar umas linhas de vez em quando. Até tento organizar os pensamentos pra conseguir um texto coerente. Ou os pensamentos são tão loucos que isso se torna impossível ou nem há tantos pensamentos assim. É um pouco dos dois, eu acho.

Também já parei de "achar" as coisas. O que eu acho? Não acho nada, pô. Mania do povo de sempre ter que achar alguma coisa. Tô cheia dos achismos, dos julgamentos sem base, das informações não confirmadas, das apostas cegas.

Juro que até leio coisas interessantes que me motivam a fazer comentários aqui. Até anoto no bloquinho pra lembrar depois. E o bloquinho é lindo, gente! Meg foi quem me deu, trouxe de viagem, tem aquela imagem que o Andy Warhol produziu a partir da fotografia da Marilyn Monroe. Ela comprou na loja Galison de Nova York.

Está tudo lá anotado: trechos do Mulher Perdigueira, livro que estava lendo e parei porque já me cansei dele; umas coisas do Twitter; uns endereços de blogs pra entrar depois; está tudo lá junto com o número da conta de banco em que eu pago o aluguel.

Mas depois passa a vontade e não lembro mais o que pensei sobre aquelas coisas que estão lá.

***

Só sei que não posso passar nessa vida sem aprender uma coisa: maquiar o olho com delineador ou lápis normal (principalmente embaixo do olho). Outro dia até olhei os cursos de maquiagem da Renner. Mas só tinha com consultoras das marcas rampeiras. Se eu vou gastar dinheiro num curso e a inscrição é em compra de produtos, vou gastar com uma marca boa. Aí desisti. Só por enquanto.

***

Ando com saudade...
... de comer leite condensado.
... de ter blog de esporte no jornal.
... de nadar.

1 Comments:

Anonymous Guilherme said...

Anota no bloquinho e depois não consegue decifrar, que eu sei!
Pode admitir.

Só eu entendo aqueles
garranchos repletos de informações
preciosas.

11:11 PM  

Postar um comentário

<< Home